quinta-feira, 12 de agosto de 2010

“Don Juans” a dar com um pau... ou publicidade enganosa (2)





Numa conversa com um amigo, teorizávamos sobre as reais motivações das máquinas de propaganda e consultores de imagem, que edificam à volta de figuras públicas, como artistas internacionais famosos, futebolistas e outras figuras mediáticas, estórias fantásticas de sucessivas conquistas e aventuras amorosas envolvendo verdadeiros exércitos de mulheres, quase sempre lindíssimas, modelos profissionais (ou pelo menos candidatas), que se prestam alegremente a esse papel, vendo quase sempre as suas “carreiras” disparar para o sucesso à conta da publicidade. Eles, ganham a duvidosa fama de serem uns verdadeiros machos insaciáveis.

Como tanto eu, como esse meu amigo, damos ainda menos importância às opções sexuais das pessoas, do que ás suas escolhas de vestuário, pois achamos que não temos nada que ver nem com umas nem com outras, a conversa nunca correu o risco de descambar para a homofobia ou algo sequer parecido, nunca tendo passado de um divertimento de fim de tarde... embora eu confesse ter uma muito maior admiração pelas pessoas que desde cedo assumem o que são, seja lá o que for, sem capas, nem disfarces, nem “armários”.

Foi nesse clima que lhe contei uma conversa ocorrida há já uns anos, com um colega das cantigas habituado a conviver com os dirigentes do seu partido, que um dia se “descuidou” com uma pequena inconfidência: perante as tolices que começavam a tomar forma na imprensa e na opinião publica sobre um dos seus, alguém terá “decretado”: «Temos que lhe arranjar uma namorada!» Não faço ideia se foram eles que a “arranjaram”, ou se existiam sequer motivos para tal... mas a verdade é que ela apareceu.

E atira-me o meu parceiro de conversa: Ouve lá, e porque é que achas que o Salazar tinha tantos “casos amorosos”? Achas que a sua máquina de propaganda ia permitir, numa sociedade profundamente machista e homofóbica, como era aquela, que a mania da solidão do ditador e o seu ar de santarrão, o fizessem passar, por um momento que fosse, por ser alguém pouco dado a apreciar os encantos do sexo feminino? Antes passar por mulherengo!!!

Fiquei a digerir a coisa... mas sempre aproveito para dizer que este meu amigo, pode ser um pouco desconfiado... que é... mas não costuma enganar-se!

8 comentários:

Maria disse...

Sem comentários. Mas a conversa com o teu amigo deve ter sido interessante...
:)))

Abreijos.

Zé Canhão disse...

Eu também preciso duma mulher.

Manuel Norberto Baptista Forte disse...

Eu pessoalmente penso até no domínio do amor que a vida privada é isso mesmo. Quem se expõe, anuncia, em suma entra na industria do cor de rosa, nem sempre será assim, e sujeita-se ...

Suq disse...

Também gosto muito de ... dar umas voltinhas... de bicicleta!

Tonifica os músculos e fortalece o coração.

Não invejo os "politiqueiros" amontados em tanta bicicleta. Nem tenciono experimentar tirar o celim :)))))))) Só Só Só se for... esse o caso pois!!

José Rodrigues disse...

"Pai de Mel Gibson diz que Papa é gay-In,DN 12/08/2010"...diz lá ao teu amigo o pensa sobre o assunto.No mesmo jornal: "Entidade não sei quê, propõe aumento do preço da água de 0,77 para 0,92".Como os calores de verão andam a dar a volta ao miolo a ti e ao teu amigo,refresquem-se agora enquanto não sobe o preço...

Abraço

jrd disse...

Queres ver que o Manholas não passava de um onanista com fama de ser um terrível copulador!?...

Membro do Povo disse...

Ganda cena!

Fernando Samuel disse...

Eu acho que o teu amigo est+a cheio de razão...

Um abraço.