quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Presidenciais – O meu (tão defeituoso) candidato



Aí está o candidato presidencial do PCP, Francisco Lopes, para desgosto de políticos, comentadores, jornalistas e “blogueiros”, desde o Bloco de Esquerda até à extrema direita.

Todos eles, diariamente e com apenas ligeiras nuances de forma, dão muita atenção ao que se passa com os comunistas. Todos eles, quase sem excepção, repartem essa sua “atenção”, ora em ataques de um ódio vesgo e anticomunismo descontrolado, ora numa extrema “preocupação” com o futuro do PCP. Todos mantêm a eterna obcessãozita de que o PCP se abra... à modernidade. Todos sonham (não duvido!) com um PCP irremediavelmente “renovado, forte e influente", como, sei lá... o Partido Comunista Italiano, o Partido Comunista Francês, o Partido Comunista Espanhol... etc.

Desgraçadamente o Partido Comunista Português teima nesta coisa “suicidária” que é continuar comunista. Falhado (por um qualquer acidente) o definhamento e a morte certa anunciada com a eleição de Jerónimo de Sousa para a tarefa de Secretário Geral, mais uma vez, vão entregar um encargo tão importante como a campanha presidencial... a um comunista. Aquilo a que os nossos queridos politólogos chamam um “ortodoxo”.

O tom odiento com que chamam “ortodoxo” a Francisco Lopes, fazem-no parecer culpado de todos os males que caíram sobre Portugal desde o 25 de Novembro... incluindo o próprio 25 de Novembro. Francisco Lopes seria assim amigo íntimo de Carlucci e patrocinado pela CIA. Francisco Lopes seria culpado pelos crimes contra a Reforma Agrária, pelo engavetamento do socialismo, pela venda de Portugal aos interesses económicos do grande capitalismo internacional, pela degradação da saúde, da educação, pela liquidação da agricultura, das pescas, no nosso tecido produtivo. Francisco Lopes teria conseguido o seu diploma de electricista com uma cunha e ao Domingo. Enquanto militante comunista intimamente ligado às lutas sindicais seria igualmente culpado, pelo menos a fazer fé nesse grande teórico António Chora, por, deliberadamente, levar os trabalhadores a radicalizarem lutas, no sentido de conseguir o maior número de falências e encerramentos de empresas, que produzissem um número tal de desempregados... que fossem suficientes para dar ao PCP muitos “tempos de antena de protestos e bandeiras negras”, pois isso, ainda segundo o génio Chora, é que interessa aos comunistas.

Francisco Lopes, para além do indesculpável atrevimento de não ser nem doutor, nem arquitecto, nem engenheiro, tem ainda o enorme descaramento de aparecer nesta campanha para fazer um verdadeiro debate à esquerda e, sem peias, defender os valores e ideais de Abril e uma vida melhor para os trabalhadores e para o povo em geral... sem ter medo de afirmar que isso implicará necessariamente uma vida pior para os banqueiros, especuladores e exploradores.

Ponderado tudo isto e mesmo considerando os inúmeros defeitos de que Francisco Lopes, enquanto “empedernido ortodoxo” parece ser portador (mais outros de que me terei esquecido), declaro que, até ao limite em que isso seja útil, o meu candidato é Francisco Lopes.

38 comentários:

Antuã disse...

Queres ver que foi o Francisco Lopes quem matou o Jesus Cristo?!...

Maria disse...

O teu e o de toda a gente que quer acabar com este regabofe em que este país se tornou.
Excelente!

Abreijos.

jf disse...

claro como a água

Anjos disse...

Defeitos?... Deve tê-los! É próprio da condição humana.

Mas ser “ortodoxo” é, em minha opinião, uma das grandes qualidades.

Para mim será sempre o meu único candidato!!! (Não sou pessoa capaz de vir a engolir sapos)

Sadino Renovador disse...

Quer fosse F. Lopes ou outro qualquer, a sua cantiga Samuel, seria sempre a mesma.
Pergunte ao Carlos Sousa (ex-presidente de Palmela e ex-presidente de Setúbal pelo PC) o que acha ele do "Xico".

Saudações

Suq disse...

Está lá? É do inimigo?

Justine disse...

O meu também!

Mar Arável disse...

Francisco Lopes pois claro

para um bom desmpenho

na defesa das causas nacionais

o castendo disse...

A melhor que li e ouvi foi, 5 minutos depois do anúncio da candidatura, o inenarrável Luís Delgado a debitar em ar crítico que «o homem (o Francisco Lopes) vai defender o discurso oficial do PCP(???!!!)».
Mas será que lhe passou pela cabeça que o Francisco Lopes iria defender o discurso do PS? Já agora porque não o do CDS?

Rui Torres disse...

Caro Sadino Renovador,o que pelos vistos não entende é a participação democrática e o consequente centralismo democrático,fundamentos comunistas que "por momentos" o Carlos Sousa se esqueceu.Quando quiser das acções do colectivo comunista,fale mas com conhecimento das causas que tais acções implicam,além do mais sou membro da DORS e para que se conste ninguém decide sozinho como estava o caro a insinuar.Um abraço acompanhado das naturais e fraternas saudações comunistas.

Membro do Povo disse...

É incrível a importância que dão ao anuncio da nossa morte, e há nossa existência, e ainda mais incrível é a forma com que nos usam como bitola! Nada parece ser mais importante que dizer que são diferentes de nós! e são mesmo (já que são iguais uns aos outros)

Milan Kem-Dera disse...

Ó Samuel, você é um homem feliz! Feliz porque pertence a um partido onde "nunca" há discordância; porque tem um blogue onde os seus comentadores nunca entram em polémica, estão sempre todos de acordo; feliz ainda porque, por mais que se esforce (e bem se esforça), não consegue postar aqui um único tema que cause polémica!...

Não tenho partido político, não gosto de partidos, não defendo qualquer ideologia sectária, antes me pautando por valores éticos e morais de formação tradicional, dispersos por todo o espectro político actual. Nem, tão pouco, pretendo ofender quem deles gosta. Apenas fico perplexo perante tamanha capacidade de "encarneirar" detida por certos partidos, ditos políticos!

Não quero com isto dizer que discordo da generalidade do que diz aqui. Admiro até o seu estilo de exposição. Gostaria, todavia, de ver "discussão" acerca do que propõe... porque, para mim, são quase todos temas bastante polémicos. Pena que fiquem todos pelo "yes Sam"...

...Como é possível?!

João de Sousa Teixeira disse...

Há por aí um argumento “de esquerda” que critica a candidatura de Francisco Lopes por ser uma candidatura fechada, ao contrário de outros de amplos consensos.
Às vezes dou comigo a pensar (apoio o Francisco Lopes e penso, vê lá tu!) a quem solicitaram apoio aqueles outros? Com quem negociaram as respectivas candidaturas? Ou sendo um tipo porreiro é-se automaticamente abrangente?!
O resto é o folclore do costume.
Que venha de lá o Francisco Lopes e diga o que temos para dizer!
Abraço
João

Anónimo disse...

Desgosto só se fôr dos militantes do PCP , obrigados a votar em semelhante personagem.

O Nobre e o Alegre agradecem, pois este candidato nem os votos do PCP vai buscar, e a direita pouca importância lhe dá.

Estranho é que haja tanta falta de espirito critico, nos militantes do PCP.

E enquanto isso o Cavaco já se prepara para uma reeleição fácil, por incapacidade da esquerda, que não aprendeu nada com os erros, da última eleição Presidencial.

samuel disse...

Sadino Renovador:

Habituei-me a pensar que o facto de não ir mudando de “cantiga”, como lhe chama, ao sabor dos ventos... é uma qualidade e não um defeito. Desculpe-me a pretensão!...
Quanto ao que o Carlos Sousa possa ou não achar do “Xico” (há-de reparar que ele também tem nome...), se um dia estiver com o Carlos Sousa, perguntar-lhe-ei... depois pergunto ao Francisco Lopes o que acha ele de Carlos Sousa... e decido por mim. Pode ser? ☺ ☺

Saudações

samuel disse...

Milan Kem-Dera:
Também espero que vá existindo discussão. Talvez, quem sabe?, ainda me torne uma pessoa mais feliz... ☺ ☺
Sobre a sua apreciação genérica sobre os meus comentadores «Pena que fiquem todos pelo “yes Sam”... Como é possível?!»... estou firmemente convencidos de que é pelos meus lindos olhos! ☺

samuel disse...

Anónimo (13:18):
Pela forma como se refere aos militantes do PCP e por classificar o Francisco Lopes como «semelhante personagem», presumo que não é um deles.
Assim sendo, o seu candidato há-de ser qualquer um dos outros.
Como está convencido de que o resultado eleitoral de Francisco Lopes vai ser tão mau que favorece TODOS os outros candidatos... de que raio é que se queixa?!
Desculpe a franqueza... mas se é com estas análises que pretende tornar-se comentador...

Zé Canhão disse...

Que merda!... Com mais um ortodoxo não há maneira de acabar com o PCP!...

Medronheiro disse...

O Luís Delgado descobriu as minas de bacalhau podre.

Fernando Samuel disse...

«Yes, Sam»: excelente texto!


Um abraço.

leão sem fé disse...

Ai se o 25 de Novembro tivesse chegado uns 10 anitos mais tarde...

Anjos disse...

O Samuel vai perdoar-me, mas eu não resisti!

Depois de ver o "Canhão" disparar no Cravo de Abril, vê-lo disparar mais uma rajada no Cantigueiro... é demais!

Ó sr. Canhão (não sei se é pseudónimo mas o nome está bem escolhido)se a palavra "ortodoxo" lhe faz tanta confusão, por que não consulta um dicionário?

Já agora informo as "mentes ilustradas" que o nome que uso é o meu e não sou militante de qualquer partido! Os meus setidos funcionam na normalidade e por isso mesmo, SOU CAPAZ DE FAZER AS MINHAS ESCOLHAS! Sou suficientemente esclarecida e, pelo facto de ter formação Cristã (admirados?, sei ver perfeitamente qual a ideologia (e quais os seus defensores) que melhor serve os interesses dos mais desprotegidos e quem luta e lutou (no duro) pela liberdade.

O PCP, é sem sombra de dúvida, aquele que,enquanto nele houver "ORTODOXOS", sempre terá o meu voto de cidadã.

Zé Canhão disse...

Anjos, sabes ler? Sem ir ao dicionário ortodoxo quer dizer verdadeiro. Achas-me com cara de ser mentiroso?!... Viva a ironia contra os fascistas e seus aliados.

Manuel da Mata disse...

O meu candidato é Chico Lopes.

GR disse...

Samuel escreveste não um post mas, uma "sessão de esclarecimento", magnífica, brilhante!

Até os reaccionários e os frangos de aviário que te visitam, mordem-se por não terem a capacidade de fazerem texto deste calibre (inteligente e coerente), sobretudo o que os enraivecem mais é seres sempre consequente e integro. Cheira-me que também és “ortodoxo!”

Francisco Lopes o candidato do PCP, é o voto porque todos estávamos à espera, um Voto de Confiança!

Bjs,

GR

Susete Evaristo disse...

Desculpa Samuel mas vou roubar-te o último paragrafo por dois motivos.
Não sei escrever como tu e subscrevo inteiramente o que dizes
Um abraço

Suq disse...

Bem avisei!!

Está? É do inimigo?

filipe disse...

Quero também deixar aqui o meu "Yes, Sam!". Parabéns, pelo magnífico post.
E a capacidade polémica deste blog, ninguém tema, fica bem comprovada na diversidade e número dos comentários que o post suscitou.
Um abraço!

Anónimo disse...

Muitos parabéns, Subscrevo!

Mas quero sublinhar algumas coisas:

1) Francisco Lopes de se afirmar pelas suas propostas, se for eleito presidente, e, obviamente, pela leitura da realidade que às mesmas conduzem.

2) Em termos de adversários, o alvo é Cavaco Silva, a candidatura de Francisco Lopes é a (verdadeira) alternativa à candidatura de direita. Em termos de criticas, é para aí que tem de ser dirigido o fogo principal, secundário e terciário.

3) Os outros candidatos serão merecedores de uma atenção em quarto, quinto ou ainda menos lugares.

Aqui, no que ao candidato e sua candidatura diz respeito, não interessam guerras com pessoal menor, por muito avançados que se declarem ser.

Quanto ao BE, lamento, não faz parte deste campeonato, não apresentou candidato, decidiu ser claque de outro. Quem é que perde tempo com claques?

Rui Viana Jorge disse...

Pois eu direi simplesmente que Francisco Lopes é o meu Presidente;e o resto são cantigas, de escarnio e mal dizer

Membro do Povo disse...

HeHe, já cá está um par de jarras a "vincar a morte e a derrota do PCP", isso sim é importante, agora ideias políticas? para que é isso pá?

Já agora para não ficar atrás de ninguém Yes Sam! (isto veio para ficar1)

José Teles disse...

Gosto do texto, é acertivo, só peca por citar nomes de "artistas" que devemos ajudar a sair do "palco".

eulália disse...

Um texto deveras exclarecedor! O PCP apresenta uma candidatura de afirmação, Francisco Lopes é um homem sério, convicto, lutador que fará certamente (até onde o deixarem!) um debate de esquerda polvilhado de valores humanos em defesa do povo e felizmente que eu,militantes do PCP e outros portugueses têm resposta para poder votar, o meu candidato também é FRANCISCO LOPES.

Alexandre disse...

Acusa-se, habitualmente, o PCP de dividir o eleitorado.

Nobre, Alegre, Cavaco e Moura têm direito de dividir o eleitorado.

Só o PCP não têm o direito de dividir o eleitorado.

Será que a divisão do eleitorado é uma coisa má? Começo a pensar que sim.

A pluralidade não é uma coisa própria da democracia?

Ou será que o melhor seria ter um candidato único.

maia disse...

Só aqui chegada hoje, Yes Sam.
Não tinha candidato, estive a ouvir Francisco Lopes e agora já tenho candidato. É ortodoxo? É militante do PCP? É o meu candidato. Não sou militante do PCP, mas não tenho nada contra os partidos. QUEM DERA que eles tivessem sempre existido. Salazar não queria partidos. Ele lá saberia porquê. Eu tive de assinar um papel, antes de entrar para a minha empresa, em 1967, em como não tinha nenhuma actividade política. Não havia outra forma de ter trabalho. Chegados aqui, eu estou descontente com esta canalha que chegou ao poder. Os partidos políticos têm militantes que lá não deveriam estar. Mas isto não pode servir para branquear o Salazar. Esta gente que faz estas "críticas", votou nesta bagunça, para poder defender o antigamente, o Salazar. Tantas escolas e um País, em 1974, com 40% de analfabetos, que permitia o trabalho infantil, com a guerra colonial, não pode servir de comparação. Mas, então, aparecendo uma candidatura que luta contra o estado a que se chegou, porque causa tanta apreensão? Pois é, não é? Deixem estar assim, pois quanto pior, mais podemos falar no salazar.
Depois blá, blá, carreiristas, ortodoxos, etc.
Talvez por defeito de profissão, há contas bancárias, cuja progressão, eram capazes de explicar algumas ideologias. Mas isto são contas, afinal, do mesmo rosário.
Um bom texto, num excelente blogue, que dá trabalho, e que não é "nim". Com muitos visitantes e que permite aos contras, exporem a sua cantilena.
Este é o melhor combate!

Pedro disse...

Alguém me diga, se souber, qual o outro candidato que assume claramente uma proposta de ruptura com a "politiquice" praticada pelos agentes do costume?

Fernando Nobre, com o devido respeito, o empregado de Mário Soares?

Manuel Alegre, que é apoiado pelos actuais representantes-mor da tal politiquice, e que nunca os deixou de apoiar a eles no seu percurso?

É que convém não esquecer que o PS é quem está actualmente no governo, e tem praticado a politica que se sabe...
Acham mesmo que, caso seja eleito, Manuel Alegre voltar-se-á contra aqueles que o apoiaram?

Eu voto Francisco Lopes, em luta por um novo rumo!

Elísio Alfredo disse...

Ena, Sam, como eles andam! "Istéricos"? Mas porquê, Sam? Porque o Francisco disse que não senhor, não rasgaria o cartão para ser como esses m..... anteriores que diziam que "eram presidentes de todos os portugueses"? Pois, só que, pelos vistos os portugueses são os endinehirados corruptos que mandam neles...
Yes Sam. Também cá estou. E eles que discutam nos blogues deles, dos quais, pelo menos eu, depois de os conhecer fujo a 7 pés...

Anónimo disse...

Mas que candidato é esse do BE tão abrangente que até defende o pacote laboral??????
Devem julgar que o ppl é estúpido....
Parabéns Samuel! Subscrevo 100% o seu texto!
Francisco Lopes tem o meu voto porque o que diz é o que faz (e ainda bem que assim é)....não vou em cantigas do bandido!