sábado, 28 de agosto de 2010

Sócrates, Internet, Papa & Condecorações, SARL.



Segundo leio logo na capa do Público, temos um Primeiro Ministro que, para além de nos dar motivos para grande orgulho ao manter-se, inabalável, à frente do concurso “Sexy Platina” do Correio da Manhã, acha normal exigir provas de rendimentos, uma espécie de salazarentos atestados de pobreza, incluir nesse exército de “pobres” os candidatos a beneficiários do Subsídio Social de Desemprego, do Abono de Família e do Rendimento Social de Inserção (RSI), exército que perfaz um número superior a dois milhões de portugueses... e, sobretudo, acha normal obrigar estas pessoas, muitas a viver em situações de grande exclusão, a provarem o seu estado de necessidade e pobreza obrigatoriamente pela Internet... coisa que obviamente nunca falta nas casas (ou barracas) de quem não tem o que comer. Sócrates é um génio!

Isto leva-nos à segunda notícia, agora da capa do Expresso, que nos dá conta das condecorações que o Sr. Ratzinger, Chefe de Estado do Vaticano, decidiu pendurar nas lapelas de Cavaco e Sócrates. Fez muito bem! Sobretudo na escolha da condecoração a agrafar no peito inchado do Primeiro Ministro português: A Ordem de São Gregório.

Compreendo perfeitamente o Sr. Ratzinger. Também eu, quase sempre que penso no Primeiro Ministro José Sócrates, fico com vontade de “chamar pelo Gregório”...

Há coisas que são assim... um vómito...

6 comentários:

OH Grigório ... disse...

Condecuremos também pela "inter-retrete" ou por faxi ...))))

Membro do Povo disse...

prefiro olhar para a foto dos gansos patola no público, podias antes ter falado nisso sempre era mais bonito que tar a falar nesses gajos.

O gansos patola são pássaros muita fofos!

Zé Povinho disse...

Os condecorados e o ofertante estão equilibrados na minha cotação.
Abraço do Zé

Antuã disse...

É tudo a mesma cambada.

Maria disse...

Mas o Ratz... condecora porquê?
Porque o casamento gay foi aprovado? O gajo nunca me enganou, hehehe

Abreijos.
:)

Fernando Samuel disse...

Condecoração, condecorador e condecorados: tantos vómitos!...

Um abraço.