sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Polícias – Como eu gostaria de acreditar!...


Como eu gostaria de acreditar que esta manifestação de forças policiais representa uma real mudança de atitude. Uma real tomada de consciência. O momento em que se toma, definitivamente, partido. Um passo sem retorno.
Como eu gostaria de acreditar que o cimo da escadaria não era o único objectivo, objectivo que tão depressa foi alcançado logo se diluiu em festejos e fotografias em grupo para o facebook e o instagram.
Como eu gostaria de acreditar que o próximo encontro destes elementos das forças policiais não será a carregar sobre um piquete de greve, ou a prender arbitrariamente jovens militantes que colem uns cartazes, ou a espancar estudantes ou manifestantes anti governo, ou a atirar a matar sobre um puto qualquer de um bairro “problemático” que, independentemente do que tenha feito ou deixado de fazer... sucumba ao mais do que justificado “instinto” e fuja deles a correr.
Como eu gostaria... mas como não consigo (ainda!), apesar de estes, hoje, terem dado um belo contributo para que um destes dias consiga, resta-me este desabafo ostensivamente contra a corrente… desabafo que reconheço ser "desmancha prazeres", facto que muito lamento e pelo qual "peço desculpa”!

É a vida!…

15 comentários:

Provoca-me disse...

Não tem que pedir desculpas. O facto é depois do que enumerou, é realmente difícil de se pensar doutra forma, e dizê-lo.

Anónimo disse...


pois.


vovómaria

Reaça disse...

Enquanto a policia subia a escadaria reinava noutro lugar uma triste e mumificada mediocridade.

Mário Soares que inventou «os salários em atraso», que confundia «milhares com milhões», que correu mundo de avião, de camelo e tartaruga, que gozou com um Portugal do 26 de Abril, (digo vinte e seis), que se põe em bicos de pés gabando-se que foi mais vezes preso pela PIDE que qualquer outro português, que se gaba que tanto como quem foi para o Tarrafal, ele foi tão vítima como eles ao ir para as praias de São Tomé, Este Mário consegue reunir toda a mediocridade nacional, contra um medíocre governo e Presidente da República igualmente medíocre.

Ou seja, ao fim de 45 anos, como não deviamos recorrer a estrangeiros para nos governarmos?

45 anos, que são os anos em que se partiu a cadeira.

Graciete Rietsch disse...

Quem sabe!!! Pode ser um primeiro e pequeno passo. Veremos. Cada vez se torna mais difícil viver ou,melhor, sobreviver.

Um beijo.

Anónimo disse...

Gostaria do verbo gostar está no condicional.
Nem temos que gostar.
Além disso houve a conferencia a propósito da constituição.
COMO FRENTE DE ESQUERDA ATÉ NÃO ESTÁ MAL.
pequenas MANIFESTAÇÕES E GREVES DE POUCA MONTA, TUDO JUNTO DIRÁ ALGUMA COISA AMANHÃ.
VIVAM OS POLICIAS, VIVAM OS GREVISTAS E VIVA A FRENTE DE ESQUERDA COM BASTANTES COMUNISTAS.
dE o cATRAIO

julia disse...

Também estou com duvidas a ver vamos no dia 26

anarquista nos tempos livres disse...

Samuel
Por mim, está “desculpado” ou não fosse eu um “desmancha-prazeres”, em alguns dos meus tempos livres. Recordo aquele “episódio” da Adriana e do Sérgio, interpretado, por muito boa gente, como um “sinal” de mudança na atitude da Polícia de Intervenção. A seguir, veio aquele “filme” em frente à Assembleia da República, com o final no Cais do Sodré. Suponho que o fantoche do “interior” (vulgo Miguel Macedo) terá sido enganado por imagens de satélite, “provando” que havia catapultas naquela zona, de onde provinham as pedras lançadas contra a Polícia de Intervenção.
Alberto
Em tempo: Desculpe alongar-me, mas um gajo tem que desabafar, nem que seja por escrito.

Anónimo disse...


Viva o 24 de Abril de 74.

Abaixo os direitinhas e os badalhocos da esquerda irracional.

Morra o globalismo.

Abaixo os cantigueiros e os paneleiros.

samuel disse...

Sim sim… e "abaixo as guitarras"… e "morte ao fado e aos fadistas"… e ao "externocleidomastoideu"…

Fantástico!

Você, para além de se ver que é um "intelectual" de fina educação… não será também uma espécie de "vasco santana", mas com graves problemas mentais? :-) :-) :-)

Antuã disse...


Veremos como actuarão os polícias daqui para a frente.

Maria disse...

Sem pachorra para os fachos que passam (ainda) por aqui,
FOI MAIS UM PASSO!!!!!!

Abreijos e um sorriso.

Maria João Brito de Sousa disse...

Estes "passos em frente, passos atrás" fazem parte dos muitos passos que há que dar... e claro que confesso que, por segundos, até eu me deixei entusiasmar...


Abraço!

Pedro Bastos disse...

antes assim, nao deixou de ser simbolico.
Nps nao somos povo para violencias e brigas entre colegas é coisa que nunca deveria existir.
Ou será que esperavam a reediçao dos secos e molhados ?

Ainda bem que acabou desta forma

Olinda disse...

Bem...que a atitude da bôfia ,deu que falar,lâ isso deu.Estou atenta ao desenvolvimento das cenas do prôximo capîtulo.Mas,concordo plenamente com o postado.

Um abraco

Campista Selvagem disse...

Eu não acredito mais em tipos fardados, eu não quero pagar-lhes um ordenado, eu quero que se demitam todos, são uma vergonha num país que se diz democrático.
ESTA GENTE É CARA PELO AR QUE RESPIRA...