quinta-feira, 7 de novembro de 2013

O cerco de feras


Está há muito montado o cerco. Não há sinais de folga. Antes pelo contrário! A somar ao fanatismo criminoso da obsessão “austeritária” do Governo de Passos & Portas, são constantes os recados da múmia de Belém, no sentido de continuar e agravar este rumo, no sentido do “respeitinho” aos mercados. A reforçar... o coro das vozes do dono que rebentam (antes rebentassem!) como cogumelos em tudo o que é jornal, redes sociais, televisões, armados em analistas e politólogos.
Não vá dar-se o caso de os terroristas domésticos não serem suficientemente aterrorizadores para o milhão de desempregados, coagidos a aceitar qualquer pagamento por um trabalho – qualquer trabalho – pelo qual, antes, recebiam o dobro e sob a ameaça de deixarem (como milhares já deixaram) de receber qualquer apoio social, não vão os pré-reformados não ficarem suficientemente aterrorizados com a perspectiva de adiamento da reforma, se não for mesmo o esfumar de tudo por que toda a vida lutaram , não vão os jovens recusar o não-futuro que esta política lhes reserva... para falar apenas destes, não vá dar-se o caso… todos os dias os carrascos recebem ajudas do estrangeiro.
Ora é o cagão barroso a ameaçar o TC com a culpa do que suceder se as fatias de austeridade que, para além de tudo, ofendem a Constituição, forem reprovadas.
Ora é troika a ameaçar o TC com a culpa do que suceder se as fatias de austeridade que, para além de tudo, ofendem a Constituição, forem reprovadas.
Ora são agências de notação, como a Fitch, a ameaçar o TC com a culpa do que suceder se as fatias austeridade que, para além de tudo, ofendem a Constituição, forem reprovadas.
Poderia dar mais exemplos, só que o resultado seria o mesmo: mais uma mão cheia de parágrafos copiados uns dos outros, mudando apenas os nomes das feras.
Tanto insistem... que até parece que acreditam que são mesmo a Constituição da República e o Tribunal que tem por obrigação fazer respeitá-la, os culpados pela crise do capitalismo, estertor que tem tido como resultado o recrudescimento da ferocidade dos ladrões que o comandam.
Razões pelas quais termino pedindo desculpas aos “Xutos e Pontapés” por ter avacalhado o seu “O Circo de Feras” e por pedir desculpas aos habituais leitores que estariam, quem sabe, à espera de uma das minhas tiradas adjectivantes e catárticas... mas a verdade é que não quero dar nas vistas como mais um daqueles que contestam a austeridade, passando a ser mais um dos que causam repulsa à grande escritora de hipermercados Margarida Rebelo Pinto, pelo menos a fazer fé neste vídeo em que ela se “confessa”... e que aqui vos deixo, facto, aliás, que também justifica um sentido pedido de desculpas a todos vós!



26 comentários:

Anónimo disse...

Esta bosta com dois pés, que devem calçar sapatos cujo custo daria para pagar a minha reforma por alguns meses, deve ter o cérebro cheio de serradura com a matéria de que é feita.
Mas deve estar "cheia", à pala dos patetas que a lêem.
Gostaria de passar pela criatura para ter a satisfação de perder a estribeira e dizer-lhe meia dúzia de suaves palavras do mais ordinário calão.

Rui Silva

Anónimo disse...

Vaca de merda!

luís rodrigues coelho Coelho disse...

Ao ler estes apontamentos sinto um nó na garganta por ver a nossa aceitação a tudo os que estes incompetentes nos estão a fazer.
Dentro de pouco tempo estaremos num campo de concentração onde eles escolhem os que vão matar com tiros certeiros de fome e miséria...

Anónimo disse...

Grande vaca.

Carlos Fernandes disse...

Que grande Vaca!

Reaça disse...

Esta loira é quase, mas só quase, tão reaccionária quanto eu.

Acho que ela ainda sente muitos complexos para dizer o que lhe vai na alma.

samuel disse...

Reaça:

Reaça… agora esteve muito bem!!! :-) :-) :-) :-)

trepadeira disse...

Causa asco, nojo, tanta baboseira cheia de ranho.
Já não têm sequer quem os sirva a não ser uns quantos mentecaptos à espera de um osso.
Esperança seja o estertor da besta.

Abraço,

mário

Antuã disse...


Não ofendam as vacas que são muito mais dignas que esta margarida.

São disse...

Já ouvi dois minutos desta criatura num outro blogue e, lamento, não tenho pachorra para ouvir um esqueleto ambulante sem espaço sequer para um neurónio a abrir a boca e botar faladura como se fosse um ser pensante!

Esta escrevinhadora não (me) merece sequer comentários. O que me irrita é que uma televisão pública, paga pelos meus impostos, lhe dê tempo de antena!!

Fiquem bem

Contra o Vento disse...


O Resultado de politicas Capitalistas/Marxistas é este:

http://rr.sapo.pt/informacao_detalhe.aspx?fid=26&did=128474~

"Faxismo nunca mais"
"Binte xinco dabril xemple"

Toca a cantar.

Contra o Vento disse...


Parece que o link anterior não está a funcionar.

Outra fonte:

http://abola.pt/mundos/ver.aspx?id=439403

samuel disse...

Contra o vento:

Já que com bons modos não consigo penetrar a carapaça que lhe protege a bola de sebo a que chama cérebro… a ver se a coisa vai lá com um "desenho":

Vá dar banho ao cão!

Se não tem noção da pestilência provocada pelas suas opiniões e pela náusea provocada pela sua presença repelente… não me resta senão passar a eliminar-lhe os comentários, como aliás já devo ter feito antes, quando você se escondia por detrás de outro qualquer pseudónimo ou simples anonimato.

Não sei que raio vem aqui fazer… mas se tem uma tal obsessão com os judeus e se tem assim tanta ânsia por sentir o fedor do gás das câmaras de extermínio e pelo cheiro dos fornos crematórios… aconselho-o a chapar as duas mãos num grelhador bem quente.

Garanto-lhe que o cheiro da sua crane a arder é exactamente igual ao da carne dos judeus, dos pretos, dos ciganos, dos gays, dos comunistas… de todos os "AUSCHWITZes" que povoam os seus sonhos mais molhados.

Vá dar uma curva e não volte… pois não adianta. Não será publicado. Mesmo que, como desconfio que já fez, troque de "anonimato" e recomece, mais "mansinho", como fez com este pseudónimo do "contra o vento". Vai acabar por não resistir à tentação de exibir o seu carácter abjecto.

ADEUS!

Anónimo disse...

Que nível este seu blog. É um encanto lê-lo. Pelo menos tem mais audiência aqui que nas suas cantigas que ninguém conhece...ou reconhece. Mas enfim valem-lhe uns os subsídios pagos com impostos.

samuel disse...

Anónimo (19:09):

Genial, anónimo!!!

Mas, que mal pergunte, quais canções?! :-) :-)
Se há décadas que não gravo e vivo exclusivamente dos espectáculos, mas cantando noventa e cinco por cento de canções de outros, como o Zeca (para si, Dr. José Afonso), Adriano, J M Branco, música tradicional… é natural que as pessoas não "reconheçam" as minhas.

Escolhi permanecer numa área artística que não rende, não habita as primeiras páginas… e tenho um enorme orgulho em me manter fiel a essa esclha! Não espero que consiga entender…

Sou um pedacinho "confidencial", sim… mas pelo menos uso o nome com que os meus pais me registaram e não ando pela vida, COBARDEMENTE, bolçando aqui e ali comentários anónimos.

Ainda assim, tenho algumas canções, sim! Quando sair o novo disco… compre-o.

Só publiquei este seu comentário malcriado, mostrando não saber o que faço ou canto, porque é sempre engraçado ver alguém exibir a sua profunda e arrogante ignorância… como se fosse um troféu. :-) :-) :-)

A parte dos subsídios é que, confesso, é um mistério!

Há-de dizer-me onde é que é isso… pois devo andar a perder uma data de dinheiro! :-) :-) :-)

Saudações musicais.

Anónimo disse...

Esta perna aberta não merece qualquer consideração. Ler ou comprar algum livreco desta bosta nem pensar , pela boca morre a peixa"

Grease disse...

Num dos seu livros, que eu não li e não gostei, esta gaja põe duas outras gajas ( uma delas era ela) a falar sobre um gajo, quase andavam à porrada uma com a outra, e quando chegaram à fase das vias de facto diz uma gaja para a outra gaja:

- Fod*-se Margarida, nós até somos amigas, pá, estamos aqui quase à porrada uma com a outra por causa de um gajo que nem eu nem tu andamos a comer.

Esta é uma das razões pela qual gosto da gaja. Ponto.

A outra razão: é boa.Ponto final, parágrafo.

Anónimo disse...

adorável mesmo o genero de gente que este seu blog, e o seu inegável charme, atraeem. É como o que lhe pagam pelo seu génio musical. Puro subsídio a fundo perdido. Pura perda. Cante inutil cigarra. Há formigas a trabalhar para si...os reaccionários que lhe pagam as contas.

samuel disse...

Anónimo (23:09):

Sim, sim… pobre bandalho anónimo!

Já sabemos dessas lenga-lengas dos subsídios e das cigarras… já nada disso é novo.

Também deve ser dos que puxam da pistola quando lhe falam em cultura. Tem tudo que ver… :-) :-)

Vá andando, pobre infeliz!

Anónimo disse...

cultura????voce???voce é a prova do nacional desperdício subsidiante de nulidades. Seja honesto e não diga tanta obscenidade. veja-se ao espelho.para si serei sempre anónimo

samuel disse...

Anónimo (23:27):

E pronto… inventou essa dos subsídios… e insiste. :-) :-) :-)

"...para si serei sempre anónimo…"

Muito obrigado! Ainda bem!!! Acho que se o conhecesse… vomitava! :-) :-)

Medronheiro disse...


Eu pensei que certos anónimos que zurram viessem aqui falar duma margarida que causa nojo ao animal mais repelente.

Olinda disse...

Nao ê a primeira vez que a escritorazinha
de cordel bolsa tais reacionarices,Fossem os canais televisos,promotores de cultura e a "tia",nao aparecia como escritora,pois a mediocridade da prosa ê deveras ilegîvel.

Um abraco

Graciete Rietsch disse...

Estamos mesmo submetidos a um cerco de feras. Mas andam muitas à solta, como facilmente se deduz de alguns"comentários" que leio no teu admirável blogue.

Um abraço grande.

Maria disse...

Ai Samuel, estive a ler estes comentários e não sei como tens paciência...

:P

Anónimo disse...

Viva Samuel, na vida nem todos podemos ter os mesmos gostos (??) eu gosto de te ouvir cantar ponto..e já agora também gosto deste teu blogue ponto..
Jeremias