segunda-feira, 21 de março de 2011

Jerónimo de Sousa e eu – Um almoço de amigos


Desde há uns tempos que tinha combinado um almoço sossegado com Jerónimo de Sousa. Para trocarmos umas impressões, para partilharmos interesses comuns. Tínhamos escolhido a bonita, alentejana e fluviária vila de Mora, como ponto de encontro, tínhamos eleito um leve ensopado de borrego como ementa... e agendado o dia de ontem para o efeito.
Como é sobejamente sabido, Jerónimo de Sousa é uma pessoa que honra a palavra dada e os compromissos... por isso não falhou, aparecendo exatamente à hora combinada. Até aí correu tudo muito calmamente. O “problema” foi terem aparecido no local cerca de 1.500 alentejanos, também para almoçar. Chegaram de todo o lado, com a “desculpa” do 90º aniversário do “Partido”... a sua já antiga abreviatura de Partido Comunista Português. Chegaram com a confiança de que o nosso leve ensopado de borrego iria chegar para todos... e não só chegou, como se manteve magnífico da primeira à última malga.
Como se não bastasse o facto de serem 1.500 e quase todos ruidosos, vieram “armados” com bandeiras, música boa (a cargo da “Banda do Andarilho”, de Setúbal), trouxeram jovens com o nosso futuro nas mãos, trouxeram menos jovens com o nosso passado marcado na pele e na memória, com extraordinárias estórias pessoais e coletivas para contar (sim... num golpe de sorte, acabei por ficar sentado ao lado de António Gervásio, um dos meus heróis).
Até trouxeram bolo de aniversário!
E pronto... o Jerónimo falou, mas para todos... e o almoço acabou por ser diferente... mas muito bom. Deixei feita a minha inscrição para a festa dos 100 anos.

27 comentários:

Maria disse...

Vários sorrisos...
:) :) :) :) :)

Abreijos.

Anónimo disse...

Se o borrego soubesse de tão triste desfeixo, teria obviamente fugido... quase 100 milhões de mortos no vosso passado e vocês tão felizes!
Ainda por cima, no meu querido Alentejo, vão comer para a china ou para a coreia do norte... ou Cuba!
Sei que isto não vai ser publicado, porque este blogue tem "censura prévia", onde onde é que eu já ouvi isto???

Vladimir disse...

Vejam lá onde eles pensaram almoçar! Realmente não lembrava nem ao careca...
O padre também terá ido é claro,ou é mentira que aí até esse costumava ser militante?
Ops! olha que caceça a minha, confundi tudo com o Couço!

Vladimir

Anónimo disse...

Nós assim somos, quer queiram quer não! Todos juntos para sempre mostrarmos que queremos é solidariedade e a paz.
Força, gosto mto de ver o seu blog.

Vicky

Lola disse...

Samuel,
Gosto imenso do que dizes e da forma como escreves.

Obrigada por levares ao teu jantar com o Jerónimo:)
Beijos

Suq disse...

Ensopado dos pés à cabeça. E que tal a pinga? :)))

samuel disse...

Anónimo (01:19):

Era fatal! O post juntou Alentejo e PC… e o neandertal saíu da cova.
De qualquer maneira, são 100 milhões… e um, que eu estou a morrer a rir com o seu show de ignorância.

Como vê, foi publicado; estes casos de simples imbecilidade aguda devem ser conhecidos… e estudados.

Ah… e já que lhe deu para aquela vossa costumeira ( e meio nazi) mania das "deportações", mandando-nos para outros países… está combinado: eu vou almoçar para a Coreia ou para Cuba, quando você for fazer "comentários" destes para a "pátria que o pariu". :-))) :-)))

Passar bem.

samuel disse...

Vladimir:

Realmente você escreve como quem confunde tudo com tudo… incluindo o Couço. :-))) :-)))

Carlos Fernandes disse...

Viva o ensopado de borrego e quem o apoiar!
Aqui na minha freguesia vamos fazer o almoço de aniversário no dia 3 de abril a prato vai ser Feijoada à Transmontana, o cozinheiro vou ser eu, só é pena é o Ti Jerónimo não poder vir, mas não faz mal nós havemos de dar a volta à Transmontana.
Tambem vai haver bolo.

Nota: A Feijoada é à Transmontana mas as carnes e os enchidos serão alentejanos e o tinto tambem (tavez Pias), logo vejo, é que não pode ficar muito caro porque a malta anda tesa como o caraças. reformada

Graciete Rietsch disse...

Belo almoço!!!!
Gostaria de lá ter estado. Mas que cabeça a minha! Eu estou sempre onde se celebra a acção do "PARTIDO" na defesa de um mundo sem injustiças e de igualdade.

Um beijo.

Anónimo disse...

O "neadertal" ali de cima, apesar da "ignorância" e da "imbecilidade", conseguiu o que queria. Ser publicado e provocar a REACÇÃO do "intelectual escriba"...etc.
E o "intelectual escriba", cometeu tantos erros de interpretação quantos o "neandertal" cometeu ao escrever, pois que, pode ter exagerado nos números, se bem que juntar a palavra morte e a palavra comunista, na "internet"...enfim!
Depois errou outra vez, porque acha que pode tirar conclusões rápidas, é que, o "neandertal" não perfere o "nazismo" ao "comunismo", nem é desse tipo de patriotas de direita contra imigrantes, tem até muito gosto em ser amigo dos que conhece.
Qundo fala da china, etc, não é no sentido de "deportação", mas para dar exemplos de politicas comunistas.
Engana-se ainda, o "intelectual escriba", quando, outra vez facilitando, conclui que "saí da cova", pela junção Alentejo/PC...
Há algum tempo que sigo o blogue, podia ter sido em tantas ocasiões.
Só chamo a atenção para o seguinte, alguém que não é ignorante nem imbecil, que o não é de todo, como pode ver todas as coisas apenas de um lado? Como se houvesse um grupo de bons geniais e todos os outros são "trastes" "azemes"... e etc?

Manel Delgado

PS: Ainda bem que o "imbecil", desta vez se lembrou de pôr o nome aqui, embora vá como anónimo, pois só assim consegue comentar.
Desta vez não espera que coloque o comentário, até porque o blogue é SEU e ninguém o obrigou a vir aqui, muito menos quer fazer disto uma conversa de "msn", com direito a debate incluído.

Um abraço e não perca a imaginação, gosto de o ler e concordo com muitas visões sobre muitas coisas, apenas acho estranho a "forma" e a "unilateralidade"

samuel disse...

Manel Delgado:

Então, está bem!

De qualquer maneira não sei se prefiro a versão sem tantas tentativas de explicação... :-)))

Acha que sou responsável por 100.000.000 de mortos, muito bem!
Acha que devo ser expulso do seu "querido Alentejo" e recambiado para Cuba, ou para a Coreia, ou para a China... muito bem!

Já estava suficientemente explicado. :-)))

Apareça sempre,
Saudações.

do Zambujal disse...

Grande texto, o teu!
Uma crónica "à manêra".

Só te dou os parabéns e um grande abraço

O "resto" são... "restos", trocos, truques!

jojoratazana disse...

Samuel estes comunofóbicos, que infelizmente não são raros no nosso país.
Precisam de tratamento médico urgente, mas infelizmente nem sabem que estão doentes.
Olhe faça como eu tenha paciência, mas vá dizendo para procurarem ajuda médica.
Um abraço.

Vladimir disse...

Jojo, acertaste pá!É de facto preciso repôr a "tradição" e internar os "doentes" que não sabem as "orações". Repôr a tradição caída com o muro, ai meu rico muro!
Ratazana, ratazana, ficaste com o rabo todo de fora!

E você aí do blog, bata nesse semi convertido Manel Delgado porque não chega concordar com algumas coisas, é preciso estreitar um pouco mais a visão porque se eles começam a duvidar dão maus exemplos!
Seu eterno "amigo"
Vladimir

samuel disse...

Vladimir:

Certo, certo... como queira... mas agora vá pra dentro que a tarde está a arrefecer... :-)))

Susana disse...

http://www.cinderelaxxi.blogspot.com/

Anónimo disse...

Ahh, ah... "E por fim beijaram-se em silêncio"!!!!!
Samuel, se o posso tratar assim? Isto agora não é entre nós.
Enquanto um já fala de "comunofobia", o outro diz que sou semi convertido.
Como a realidade muda, de acordo com os olhos que a observam...

Saudações divergentes

Manel

Fernando Samuel disse...

Que grande almoço!...

Um abraço.

Comunófilo inveterado contra comunófobos invertebrados disse...

É pá, já reparaste que, tirando as divergências, ficam as certezas, o que é objectivo, pois então!??
Os quase 100 milhões de mortos no nosso passado... que me parece serem mais, dado que nem sei onde começa o nosso passado, e essa indecência de nos banquetearmos com borrego no Alentejo deles (não queriam má'nada... sai manguito!) quando nos devíamos contentar com umas tijelinhas de arroz.

Bom proveito e abraços

Teresa Neto de Sousa disse...

Se há coisa que me chateia são os anónimos. Cobardes que nem sequer são capazes de dizer o nome! São coisas insignificantes que a única maneira que tem de sobressair é criticar e dizer disparates, enfim coitados, tambem querem ter um pouco de protagonismo!! É por estes e por outros que o país não anda para a frente!!!!
Samuel tu sim, és inteligente!! Continua a partilhar assuntos interessantes e verdades que muitos não querem ver!!!!

samuel disse...

Vladimir:

Ó vladimir, criatura!!!
Afinal voce é estúpido como os pés que o arrastam! Achava mesmo que aquele "comentário" nojento, ordinário, misógino, obsceno… ia ser publicado? Achava mesmo que eu ia permitir-lhe essa agressão gratuita e miserável à leitora Teresa... ou a quem quer que fosse?

Tome o seu rumo e vá andando… enquanto eu me esforço por não fazer trocadilhos com o "putin" que anda associado ao "vladimir"… o que seria lamentável. :-)))

Adeus! (pode ser de vez?)

Antuã disse...

E eu que gosto tanto de ensopado de borrego tenho que jejuar por causa dumas bestas que afirmam que já comemos cem milhões.

Anónimo disse...

Com licença...
Esta gente delira, já está esgotada esta troca de ideias, troca não, porque há gente que se tem em tão grande conta que acha que as suas são tão superiores, que não se trocam nem se questionam.
Mas alguém disse que tinham de jejuar? Ou comer arroz?
A ideia do ensopado, foi o que achei mais simpático, para quem como eu, nasceu no Alentejo... Sim, porque quando digo "querido Alentejo",não me confundam com aqueles que vão lá passar fins de semana, com chapéu e pena... Nasci lá e nasci em casa, no campo, vi, mesmo com os meus olhos, tudo o que lá tem acontecido. A desertificação, que não tem só culpa nas politicas, pois o clima também "desajudou" e muito, só há poucos meses não vivo lá, enfim...

Por aqui, todas as tentativas de ofensa, senti como elogios, já reparei que são uns dez ou quinze habituais, num "monodiálogo", absolutamente hermético, enquanto caminham de vitória em vitória, até à extinção! Não que deseje isso, nem o contrário, durmo bem para qualquer dos lados.
Levo daqui, que ser comunista, é como uma estátua de mármore, pode ser bonita, artistica e expressiva, mas contnua a ser pedra...
Bem, vou sacudir o pêlo, alçar a perna... E prócurar outra sombra, escusam de pedir, que eu não volto:)))))

Anónimo:

Manuel M. Lopes Delgado B.I. 9514642 (Só por causa dos nervos da D. Teresa) ;)

samuel disse...

Manuel M. Lopes Delgado B.I. 9514642:

Pois... justamente!

Anónimo disse...

Fantástico, Samuel. Grande post.
Abraços
António Filipe

Anónimo disse...

Samuel
Isto está mesmo mau pois por causa de um simples almoço muita fome veio ao de cima. Penso que são efeitos das TVs que só encontraram para reportagem cidadãos que até trazem a foto do salazar na carteira. Será que os(as) FDP não viram ninguém a quem morresse um filho na guerra colonial?
Vitor sarilhos