terça-feira, 17 de maio de 2011

Dominique Strauss-Kahn – Também quero ser enviado da RTP!


O socialista (???) francês e presidente do FMI, Dominique Strauss-Kahn, viu-se envolvido (ou envolveram-no?), novamente, mas desta vez de uma forma mais grave, num escândalo de cariz sexual. O PS francês está em estado de choque, porque contava com ele como principal arma contra o traste Sarkozy. Menos chocados ( a não ser de satisfação) estão aqueles que iriam ser os seus adversários na próxima eleição presidencial, incluindo alguns seus correligionários de partido.
Nós também estamos muito chocados. Tão chocados, que achámos justificável enviar para Nova Iorque a jornalista Sandra Felgueiras e a sua equipa que, custe o que custar, ficarão ali plantados à porta do tribunal, do hotel, da polícia, do que for... para nos relatarem ponto por ponto tudo o que se passa com o alegadamente incontrolável predador de trabalhadoras de hotel, jornalistas, ou mesmo funcionárias do próprio FMI.
É óbvio que o homem tem direito à presunção de inocência... já nós, não temos como escapar à sentença de “parolice agravada”.
Não tenho nada contra a jovem Sandra Felgueiras. Nunca me passaria pela cabeça transferir para a moça aquilo que penso da inenarrável senhora sua mãe, a autarca maravilha de Felgueiras, Fátima Felgueiras (nem sequer o desagradável excesso de “felgueiras” neste texto). Quanto ao facto de, enquanto jornalista televisiva, ser um pouco “panela de expressão”... isso é apenas cansativo.
Fiquemos pois descansados! A nossa parolice nacional pode beber as informações da Sandra diretamente da fonte. Além disso, a prisão do presidente do FMI não vai "prejudicar Portugal" e, pelo menos, conseguiu "surpreender" Mário Soares... o que é, digamos, uma forma de exercício cerebral... e ele bem precisa.

Esperemos que, caso ele seja condenado aos tais possíveis setenta e tal anos de cadeia, a pobre moça não tenha que acompanhar o indivíduo no seu dia a dia de reclusão. Como disse, não tenho nada contra ela, coitada!





12 comentários:

do Zambujal disse...

Um abraço de toda a solidariedade... para ti, claro!
Mas isto tudo cheira mal, muito mal. Não que eu pense que o tal de Dominique seja uma pobre vítima de conspiração - embora se calhar o seja por se ter posto a jeito... - mas assim lá se põe em causa a presidência europeia do FMI e os Sarkosies e as Le Pen(is) ficam mais à vontade.

Olha... um abraço, que nós por cá todos bem

GR disse...

O senhor do FMI está atónito.
Afinal não passava de uma camareira negra (!), depois até já estava habituado e o dinheiro traz silêncio. Porém, desta vez alguém acha que para além do valor do dinheiro a dignidade é uma maior riqueza. E o senhor do FMI atónito, está com olheiras, despenteado, barba por fazer.
Qual a diferença entre um preso muito rico de delito desta natureza e um miserável, nenhum! Ambos têm a covardia no olhar. Só espero que ele não se safe.

Bjs,

GR

patricio branco disse...

tambem me parece um pouco excessivo, enviar uma correspondente especialmente por causa do caso para nova iorque. Então não há lá um correspondente fixo, que serve para isso.
Deve sair carissimo, mandar a equipa para lá, mas foi assim, em tempos de curas de FMI.
E o homem nem sequer é português.

Tozinho disse...

Atão na saben c'amerca tá ein crisi!


A fatinha vai entravstar os maricanos ali no meio da rua. é quela já tá acstmada, tadita!

jrd disse...

Duvido, mas pode ter sido um caso de "fruta descascada" no quarto e, se assim for, vamos ter um Prós e Contras em directo de NY, com a Fátima, não a mãe dela mas a outra, a Campos Ferreira.

Abraço

José Rodrigues disse...

Andamos nós a pagar a RTP para este esbanjar de dinheiro com negócios(?) de "pentelhos" de alcova dos súcialistas servidores dos senhores do mundo...


Abraço

Anónimo disse...

Samuel
Também pensei em traição quando soube das pretensões do senhor à presidência francesa. Também há dias deu na TV que a Diana (inglesa) tinha sido assassinada no desastre do automóvel aonde ia com o namorado (nunca mais falaram sobre o assunto. Porquê?). No Paquistão os americanos matam à sorte habitantes locais. Só aqui em Portugal é que se admiram quando se diz que os américas deitaram abaixo as Torres Gémeas. Países pequenos (ou mentes pequenas).
Vitor sarilhos

Fernando Samuel disse...

Não estás a ver o filme: trata-se de »serviço público» dedicado a muito público interessado em ser servido...

Um abraço.

Justine disse...

Parolice, é essa a palavra! Mas descobriste uma utilidade para toda essa telenovela:a de "exercitar" o sr. Mário S.:))))

Graciete Rietsch disse...

Tal mãe, tal filha. Será que é assim? Pelo menos umas passeatas( não confundir com as dos brasileiros)já arranjou!!!

Um beijo.

ae disse...

boa fotografia.

Anónimo disse...

Caro Samuel,
Devia ponderar na escolha de certas imagens, pois só de olhar para a cara dessa mulher que apresenta o jornal da 2, dá-me nervos.
Não só esta imagem, como a de Maria Elisa, Fátima Campos Ferreira, Judite de Sousa, Manuela Moura Guedes, etc...
Um abraço