quinta-feira, 26 de maio de 2011

Helena André – Uma personagem sinistra


Não vale a pena fazer uma resenha das criminosas medidas do “acordo” das “troikas”, a nacional e a estrangeira... nem fazer bonecos. A generalidade dos que leem este blog, mesmo aqueles habituais “socráticos” de serviço que, não contestando nenhuma das coisas que diga, me vão mesmo assim enviar “comentários” insultuosos... sabem bem que o sangue que vai correr, provocado por estas medidas, sairá apenas das veias dos mesmos de sempre.
Num acordo que não tem uma medida de progresso, de criação de emprego, de crescimento, abundam os cortes para quem já pouco ou nada tem. Os salários são cortados; os impostos sobem, castigando aqueles que não têm sobras no orçamento familiar; os preços aumentam; o desemprego vai crescer para níveis demenciais; sairá mais barato aos patrões despedir um trabalhador; o trabalhador despedido verá a sua indemnização dramaticamente cortada e sujeita a um tecto, por muitos anos que tenha trabalhado; o trabalhador terá que fazer um esforço adicional para financiar o seu próprio despedimento, ao passo que o patronato pagará menos para a segurança social; quem caia no pesadelo do desemprego terá acesso ao subsídio de desemprego durante menos tempo... e podia continuar por aí fora, que o “acordo” é longo, exaustivo e implacável.
Porém, aleluia!, Helena André, a ex-sindicalista (sindicalista??!!) e atual ministra do Trabalho (??) e da Solidariedade Social (??!!!), descobriu que para ter direito a subsídio de desemprego, um trabalhador precisava de ter feito descontos, pelo menos, durante 15 meses... e agora há o compromisso de baixar essa exigência para os 12 meses.
Tal foi o suficiente para a ministra afirmar que o «acordo com a troika aumenta proteção dos trabalhadores».
Confesso o meu cansaço. Já não tenho palavras para classificar esta ministra do Trabalho (a mulher, não conheço de lado nenhum)... pelo menos com palavras que sejam aceitáveis. Nesta altura já só me ocorrem adjetivos que, a usá-los em público, poderiam bem acabar por “doer” mais a mim do que a esta... ... Helena André. Não lhe darei esse gosto!

11 comentários:

Antuã disse...

Essa Helena é umamulher ou outra coisa qualquer.

Anónimo disse...

Helena André, como outros ditos ou chamados de "socialistas" são uma vergonha.

(Jorge)

vovó disse...

... "é uma mulher ou outra coisa qualquer"???... foi isso mesmo que quis dizer???... é um bocadito (?) reles...

vovómaria

Eduardo Miguel Pereira disse...

Pintem-lhe as guedelhas de loiro e ... voilá ! aí temos a Merkel Portuguesa.

Ambas feias como um bode, arre !!!

Pedro disse...

Aí estão os "Socialistas" em acção

Anónimo disse...

Pois... eu acho que ela é uma coisa qualquer. Peço desculpa, mas dá-me vontade de vomitar.

Campaniça

Anónimo disse...

Cabeça de Lista pelo PS por Aveiro.

Fernando Samuel disse...

Palavras aceitáveis... palavras aceitáveis... não estou a ver nenhuma...

Um abraço.

donatien disse...

Sindicalista de sindicatos que não defendem trabalhadores, coisa do trabalho,nunca trabalhou...só cá...

Graciete Rietsch disse...

Essa mulher não tem classificação nem qualificação. Só merece desprezo e raiva pelo mal que fez e quer continuar a fazer a quem produz a riqueza.

Um beijo.

Anónimo disse...

Samuel
Mais uma que a exemplo do post anterior não serve para papoila só se fôr para urtiga que morde que se farta.
Vitor sarilhos