terça-feira, 9 de novembro de 2010

Governo - O escrupuloso cumprimento da lei




Segundo esta notícia do “Público”, o Secretário de Estado adjunto das Obras Públicas, o Sr. Paulo Campos, criou, ainda nos seus tempos de farra (1994), uma empresa chamada “Puro Prazer”, com o fim de organizar a Semana Académica de Lisboa do ano seguinte. Criou a empresa com mais quatro sócios.

Depois, já no Governo, foi buscar dois desses sócios para ocuparem cargos na administração dos CTT... apenas «pela sua vasta experiência na área da gestão no sector público e privado bem como em multinacionais».

Ah… e, evidentemente, tudo no «escrupuloso cumprimento da Lei»!

Caso esclarecido! Mesmo assim, como nestes assuntos o melhor é confirmar tudo, foi o que fiz. Fui-me aos livros... e lá estava. No “Código da Coisa e Tal”, precisamente às páginas tantas, lá está, preto no branco, a citada lei, a conhecida e utilíssima “Lei das fantásticas coincidências”.

6 comentários:

maia disse...

Esta "LEI DAS FANTÁSTICAS COINCIDÊNCIAS" é muito utilizada no Governo, neste, e nos anteriores. Uma lei de porcos para sucateiros ou vice versa. E não há um vendaval que os leve!

jrd disse...

Essa famosa lei está ao nível dos "fora da lei" que a utilizam a seu puro, perdão, bel-prazer.
Já agora, o meu poste de hoje, remete vagamente para este tipo de "desenrascanço".
Abraço

Pata Negra disse...

Ora Samuel! O país é pequeno conhecemo-nos, digo conhecemo-los todos das festas dos casamentos!
Um abraço em coincidência

Graciete Rietsch disse...

Quem disse que não havia coincidências julgava estar cheio de razão. Mas perdem-na toda porque elas afinal existem na Lei.
Deixa-me rir!!!!!!!

Um beijo.

relogio.de.corda disse...

É fantástico o que estes tipos fazem para o seu próprio bem-estar!!!! Não há gente mais "boazinha" do que esta, acreditem em mim...

Fernando Samuel disse...

É uma lei do caraças!...

Um abraço.