quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Jorge Sampaio – Tragam os lenços de papel...




Estava-se mesmo a ver! Com tanta “crispação” e o estardalhaço feito com os cenários, adereços de cena e portas dos camarins, os “actores políticos”, acabaram por incomodar e acordar o Dr. Jorge Sampaio. Lá teve o homem que pôr também a cruzinha no quadrado reservado aos ex presidentes, no peditório para a concórdia, entendimento entre partidos, fim dos conflitos e reivindicações, etc., etc...

Não sei se o Dr. Sampaio pretende, como a Dra. Manuela Ferreira leite, que todos finjamos ser muito amigos, ou se tem alguma solução ainda mais radical para melhorar a nossa imagem perante os estrangeiros e “acalmar os mercados”... mas por amor da santa, faça-se qualquer coisa!

Sendo um dos cidadãos que, tal como reparou o ladino Cavaco Silva, estão a ficar “impacientes”, se há coisa que dispenso é ver Sampaio acampar na televisão e cometer mais um dos seus ataques de choro...

9 comentários:

Rui da Bica disse...

Definitivamente, estamos numa fase de "fingimento" mas também de "ingenuidade" !
É que, aqueles a quem eles se referem também vão fingir por alguns dias que ficaram muito satisfeitos, mas não são tão ingénuos que não saibam fazer contas !
.

Antuã disse...

O SAMPAIO é na Torreira em 8 de Setembro e faz concorrência à Festa do AVANTE!...

Elísio Alfredo disse...

O homem discursou, foi? E alguém percebeu alguma coisa do que disse?

Maria disse...

Ah coração de pedra que nã te c'moves...

;)
Abreijo
(à moda da praia)

Graciete Rietsch disse...

"Fingir que somos amigos". Que frase tão infeliz num político!
E comportamento do Sampaio? Igualmente infeliz!!!!

Um beijo.

Pata Negra disse...

Esse Sampaio, em quem nunca votei, nem com os olhos tapados, nem a engolir batráquios, sempre me preocupou e deu vontade de chorar.
Da sua fluente e aburguesada verborreia de "cidadania para aqui e cidadania para acolá", das suas lágrimas de sapo, resta apenas uma leve memória de um homem neutro, incapaz de sair da vulgaridade do verbo académico, ou da emoção das fitas de cinema. Mas deixou a Cavaco um grande legado. Dele para cá, quando perguntam algo, acerca dum assunto, ao Presidente, ele, ou não pode responder ou diz apenas que anda muito preocupado!
E como, nesta ausência dourada, ninguém se lembrou dele para nome de rua ou busto de jardim, volta agora, vazio como sempre com "diálogo", "interesse nacional", "cidadãos", "apreensão" e outras balelas da suas velhas homílias. Chore homem! Chore! Olhe a tragédia que nos está acontecer!

Um abraço SemPaio nenhum

Fernando Samuel disse...

Sampaio chora por tudo e por nada - mas onde ele é o maior, de facto, é a chorar por nada...

Um abraço.

do Zambujal disse...

Sampaio e a concórdia lamurienta, Cavaco e a ladinice na face(book)!
Confesso - é pessoal e intransmissível - ter pena de ver como cresceram e envelheceram alguns dos rapazes da (quase) minha idade. De outros, tenho zanga e estimulam-me para a luta. Vamos a eles!

Um abraço

Anónimo disse...

Gosto muito da palvara "ladino" e acho que fica mesmo bem no "nosso" Cavaco Silva (nosso, salvo seja, porque eu pessoalmente dispenso a minha parte!!!
MRamalho